Roma oferece passeios turísticos grátis para aventureiros e casais

Confira alguns programas ‘na faixa’ disponíveis para turistas e moradores. Bênção do Papa, caminhada pela Via Ápia e passeio no Fórum são opções.

Roma

Ver construções do Império Romano misturadas a palácios medievais e renascentistas, fazer passeios de caiaque ou bicicleta e receber a bênção do Papa Francisco são alguns dos programas “na faixa” disponíveis na capital italiana para turistas e moradores.

Todos os domingos, ao meio-dia, o pontífice faz a oração do Ângelus na Praça São Pedro, no Vaticano, e abençoa os visitantes. Nesses dias, logo pela manhã, peregrinos e romanos se concentram no local para ver o Papa, da janela, falando à multidão – faça chuva ou sol.

Como a aparição de Francisco dura apenas 15 minutos, em média, é importante não se atrasar. Além disso, o sol e o calor em meio a tanta gente demandam o uso de chapéu e a ingestão de bastante água.

Via Ápia
Outra opção gratuita é caminhar pelas ruínas da Via Ápia, a primeira grande estrada da Roma Antiga, que ligava a capital ao sul do país. O caminho foi aberto no século IV a.C. e recebeu esse nome em homenagem ao político e censor Appius Claudius, responsável pela construção.

O lugar é muito procurado por turistas que desejam ver as primeiras catacumbas cristãs – mas esse passeio cobra entrada. Para os que procuram algo de graça, uma boa opção é caminhar ou andar de bicicleta pela própria Via Ápia e “sentir o passado da cidade sob os pés”.

A primeira parte da estrada não tem calçada e, por isso, não é indicada para pedestres. Um bom ponto de partida é o túmulo de Cecilia Metella, filha de um cônsul do primeiro século a.C. Nos 4 km seguintes, a Via Ápia é pavimentada com os ainda originais blocos de basalto e ladeada por fragmentos de túmulos antigos, estátuas e mausoléus.

Nesse lugar, é possível se sentir como no campo. É raro ver carros, pois a área é fechada aos domingos para o tráfego, e há ovelhas pastando em áreas próximas. No verão, é até possível colher amoras ao longo do caminho. Há, ainda, casas de alto padrão pelo caminho, que entre os anos 1950 e 1960 serviram de moradia de estrelas do cinema. Atualmente, essas residências abrigam festas exclusivas aos finais de semana.

Mexa-se
Os fãs de atividade física que vão à Itália com pouco dinheiro têm, ainda, algumas alternativas. É possível conhecer o parque do bairro residencial e comercial EUR (Exposição Universal de Roma), na região sul da cidade. Dali, dá para ver a Basílica de São Pedro e Paulo, além de andar de caiaque no lago ou simplesmente deitar na grama.

A arquitetura racionalista – que prioriza o espaço interno, materiais diferentes (como vidro, madeira, ferro e outros metais), estrutura aparente, cobertura plana e ausência de ornamentos – presente no bairro, da década de 1930, também contrasta com os prédios da época da Roma Antiga, da Idade Média e do Renascimento que cobrem o centro da cidade. O EUR é ligado por largas avenidas e concentra vários museus, além de edifícios da era fascista.

Passeio romântico
Para os casais que querem economizar, à noite as ruínas do Fórum Romano se transformam em um local romântico, com vigas iluminadas de azul, branco e verde. Namorados abraçados são vistos com frequência no local, entre as construções e árvores.

O Caminho dos Fóruns Imperiais, rua que vai da Praça Veneza até o Coliseu, é um dos lugares mais conhecidos da capital romana. Seus arcos, templos e estátuas de imperadores caracterizam bem a grandeza da civilização romana de 2 mil anos atrás .

Pelo buraco da fechadura
Já os que preferem andar à luz do dia têm a opção de registrar uma visão inusitada da cúpula da Basílica de São Pedro, através do buraco da fechadura da porta de entrada da Ordem de Malta, que dá para um jardim. Ao fundo, é possível visualizar a construção do Vaticano.

Essa vila é comandada pelos cavaleiros de Malta no topo do antigo Monte Aventino, uma das sete colinas de Roma.

Turistas espiam pelo buraco da fechadura da Ordem de Malta e têm visão inusitada da Basílica de São Pedro (Foto: Michele Barbero/AP e Gregorio Borgia/AP)Turistas espiam pelo buraco da fechadura da Ordem de Malta, em Roma, e têm visão inusitada da cúpula
da Basílica de São Pedro, que aparece ao fundo do jardim (Foto: Michele Barbero/AP e Gregorio Borgia/AP)

Papa Francisco dá a bênção do Angelus no dia 11 de agosto (Foto: Andrew Medichini/AP)
 A Via Ápia em imagem de 7 de setembro (Foto: Michele Barbero/AP)
Fãs de esportes também podem andar de bicicleta pela Via Ápia (Foto: Beatrice Larco/AP) 
À noite, o Fórum Romano fica iluminado e ganha um ar mais romântico (Foto: Michele Barbero/AP)
 À noite, o Fórum Romano fica iluminado e ganha um ar mais romântico (Foto: Michele Barbero/AP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *