Ministro coloca BH como cidade mais avançada para a Copa 2014

mineirao_obras

BELO HORIZONTE – Em visita às obras do Estádio Mineirão para a Copa de 2014, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, destacou que Belo Horizonte, em termos gerais, é a cidade mais avançada nas obras para a Copa do Mundo de 2014.

“O governador Anastasia, há poucas semanas, esteve em Brasília e informou à presidente Dilma Rousseff que Belo Horizonte era a cidade mais adiantada”, contou o ministro. “Dias depois, a presidente me perguntou: ‘Orlando, essa é a visão de vocês?’. Eu respondi: ‘vendo de conjunto, Belo Horizonte tem um trabalho extraordinário’.”

“Falei com o prefeito (Marcio Lacerda), que no item mobilidade urbana, transporte coletivo, Belo Horizonte é a cidade que está mais à frente do Brasil. O Mineirão já venceu duas etapas das obras, está na fase final. Conversava com o prefeito mais cedo sobre os problemas dos aeroportos, principalmente o aeroporto de Confins, que é um desafio chave: a questão do segundo terminal para aumentar a capacidade do aeroporto. Em termos gerais, Belo Horizonte tem as melhores condições na preparação do Mundial da Fifa”, completou Silva.

Na manhã desta terça-feira, o ministro visitou as obras nas avenidas Antônio Carlos e Abrahão Caram, duas vias que dão acesso ao complexo Mineirão-Mineirinho. Belo Horizonte disputa com São Paulo, Brasília, Salvador e Brasília para sediar a abertura do Mundial. Orlando Silva considera positiva a “disputa” das capitais brasileiras para sediar a partida inaugural da Copa.

“Eu, pessoalmente, acho uma disputa saudável. Ainda ontem, na cidade de Brasília, o governador demonstrou o interesse de fazer a abertura. São Paulo tem interesse, Salvador e aqui em Belo Horizonte, também. Ainda que não faça a abertura, tem momentos chave da Copa do Mundo, como por exemplo, a Copa das Confederações, as semifinais, que exigem cidades aptas, capazes, com boas instalações, infraestrutura”, afirmou.

O prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda se mostrou preocupado com as reformas estruturais do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na região metropolitana da capital mineira. “O problema de Confins é estrutural, ele já está saturado. O estudo feito ainda na época que eu era secretário de Desenvolvimento mostrava que em 2014 podíamos chegar a 10 ou 12 milhões de passageiros. Ou seja, a simples reforma do Terminal 1 não é suficiente. O ideal era que o Terminal 2 estivesse sendo construído. O assunto aeroporto é uma crise em todo o país, temos essa dívida do governo federal que precisa ser resolvido o mais rápido possível”, disse o prefeito.

De acordo com o cronograma das obras, o estádio Mineirão vai ficar totalmente pronto em dezembro de 2012.

Fonte: Portal Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *