E se…eu perder o meu passaporte?

O passaporte é o documento oficial do estrangeiro. Aonde quer que você vá fora do seu território nativo, é preciso levá-lo consigo. Existem alguns países que aceitam uma cópia autenticada dele para circular nas suas cidades, mas o ideal é mantê-lo sempre perto de si, mesmo que isto signifique colocá-lo em uma embalagem especial para não molhar ou dentro de um porta-cédula por debaixo da roupa.

Apesar de essencial, muitas vezes esse trânsito de ir e vir com um documento tão importante acaba pela perda do mesmo, o que pode atrapalhar (e muito) a sua viagem. Porém, não se desespere. A Acta Turismo vai tentar responder as questões mais pertinentes e espera ajudar a todos que tem dúvidas sobre este assunto.

A primeira atitude a se tomar ao perceber que não está com o seu passaporte é procurar melhor. Existem vários registros de pessoas que alertaram seus respectivos consulados da perda do passaporte, mas que, na verdade, não estavam procurando direito. Refaça o trajeto onde você acredita que possa ter perdido, procure dentro da mala,  bolsas e até em bolsos de calças e casacos. Consulte as pessoas que estão viajando com você, também, pois pode ter acontecido de uma troca e/ou um famoso “guarda pra mim”.

Se você realmente tem certeza que perdeu o passaporte, entre em contato com o consulado ou embaixada do Brasil no país que você visita. Para atestar que houve perda, seja ela acidental ou por conta de assalto/roubo, você precisa também de um B.O. (boletim de Ocorrência), então dirija-se à polícia local. Depois de receber o documento, acesse o site do Portal Consular, solicitando uma segunda via do passaporte e leve-o consigo à embaixada brasileira. Se a cidade onde você está possui tanto a Embaixada quanto  o Consulado, preferira o consulado, já que o prazo de chegada do passaporte do segundo costuma ser menor. Vale lembrar que existe uma taxa para segunda via,no valor de R$ 156,07.

O prazo para a emissão costuma variar de sete a dez dias úteis. Pode acontecer do seu voo estar marcado para antes desses dias de prazo. Caso esta seja a sua situação, existem alguns países que aceitam a ARB – Autorização de Retorno ao Brasil, como um “passaporte temporário”, apenas para você voltar ao seu país de origem, mas só uma vez. Ou seja, se você for fazer um voo de retorno com conexões em outros países vai ter que esperar o passaporte ficar pronto.

E se acontecer do seu passaporte ser encontrado por terceiros e utilizado para embarcar falsamente para países diversos ou mesmo de volta para o Brasil? Aqui é importante esclarecer que, quando um passaporte é perdido/roubado e você preenche aquela ficha de solicitação de uma segunda via, juntamente com o B.O, o seu antigo passaporte passa a integrar uma lista da Interpol. Nem todos os países consultam tal lista diariamente, por isso, é possível que utilizem sim o seu passaporte, mas, uma vez descoberta a fraude, você pode chegar a reaver seu passaporte, com todos os vistos que tinha anteriormente.

Em casos de emergência em que não seja possível acionar o consulado brasileiro do país, vale entrar em contato com o Núcleo de Assistência a Brasileiros (NAB) do Ministério de Relações Exteriores (MRE-Itamaraty) por telefone (61/8197-2284 ou 61/2030-6456) ou e-mail (dac@itamaraty.gov.br).

Guarde estas dicas com cuidado para estar sempre prevenido se algo deste tipo acontecer com você. E conte com a Acta Turismo para planejar sua viagens e aventuras ao redor do mundo! #dicasdeouro

Ana Carolina Almeida é Jornalista e colaboradora de Marketing do Grupo Acta Viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *