Dicas para passar as viagens de final de ano com mais tranquilidade

Nos feriados de Natal e Ano Novo, a situação é sempre a mesma. Filas para fazer o check-in no aeroporto, cadeiras todas ocupadas nas rodoviárias, quilômetros e quilômetros de congestionamento nas estradas, shoppings lotados. Difícil contornar a situação, mas, seguindo algumas orientações, é possível evitar maiores dores de cabeça.

Programe-se para evitar as surpresas de fim de ano e viajar com mais tranquilidade

>>> Na estrada

Programe bem seus horários para não passar horas parado no trânsito (Foto: AE)

Só nas rodovias Anchieta e Imigrantes, que ligam a capital à baixada paulista, são esperados no fim de semana do Ano Novo de 500 mil a 735 mil veículos, e do Natal, de 250 e 375 mil. Um volume muito maior que a média de carros no fim de semana no Sistema Anchieta-Imigrantes, que é de 80 a 110 mil.

1. O horário é o mais importante para fugir das estradas lotadas. Se puder, evite sair na sexta-feira que antecede o fim de semana dos feriados, a partir das 18h, e também pela manhã e início da tarde de sábado.

2. Antes de cair na estrada, vale conferir em tempo real o movimento das principais rodovias. Diversas concessionárias disponibilizam em seus sites as imagens das câmeras das estradas, gráficos e boletins para quem quer conferir o tráfego.

3. Na hora de voltar, vale a mesma dica. Abra mão de algumas horinhas no seu local de destino, mas antecipe a volta para a manhã ou início da tarde de domingo, caso não possa adiá-la um pouco. Senão, você fará a viagem de volta no mesmo horário que todo mundo, e inevitavelmente vai ter que encarar um trânsito engarrafado.

4. Planejar o horário da sua viagem de carro também é muito importante para evitar que você corra demais na estrada. Respeite os limites de velocidade. Cuidado também para não andar devagar demais e se tornar um transtorno para os demais veículos. De acordo com o Código de Trânsito, a velocidade mínima não poderá ser inferior à metade da máxima estabelecida, respeitadas as condições operacionais de trânsito e da via.

5. Encha o tanque e fique tranquilo em relação ao combustível. Não adianta nada se programar para evitar trânsito caótico e ficar parado na estrada por falta de gasolina, não é mesmo? O próximo posto pode não ser tão próximo quanto você imagina. Faça o check-up completo do veículo. Motor, faróis, luzes, pneus, estepe, freios, suspensão, combustível, óleo, água, limpadores de para-brisa e pisca-alerta são itens que o motorista não pode deixar de verificar.

6. O mesmo vale para o dinheiro do pedágio. Calcule o valor que será gasto, pois você pode não encontrar um caixa eletrônico no caminho. Leve dinheiro trocado para facilitar a vida dos cobradores.

>>> Nos aeroportos

Caos em aeroporto de Brasília (DF) em 23 de dezembro do ano passado (Fonte: AE)

Para quem optar por fazer a viagem de avião, o panorama também não é dos mais animadores. A expectativa é de aumento de 10% no número de passageiros em dezembro em comparação com 2010, segundo informações da Infraero.

7. Os viajantes que quiserem evitar sustos podem ao menos saber o que terão que enfrentar pela frente. O site da Infraero permite que o passageiro acompanhe a situação dos principais aeroportos brasileiros, exibindo informações sobre voos atrasados e cancelados. Permite também consultar a situação do seu voo em particular.

8. Antes de sair de casa, cheque se o passaporte ou o documento de identidade necessário para embarcar estão com você. No aeroporto, deixe os documentos e o cartão de embarque sempre à mão, pois eles serão pedidos mais de uma vez.

9. Os que forem viajar de avião devem, se possível, chegar ao aeroporto com bastante antecedência. Nesta época do ano, é recomendável fazer o check-in pelo menos duas horas antes do embarque para voos domésticos e com três horas de antecedência para voos internacionais.

10. Evite as longas filas nos aeroportos. As principais companhias aéreas oferecem a opção de o passageiro fazer o check-in online por meio de um computador ou até de um celular conectado à internet. Dependendo da empresa, pode-se fazer o check-in de um a três dias antes do horário da partida. Imprima o seu comprovante de embarque em casa ou tenha ele disponível no celular. Com isso, só será necessário precisará despachar a bagagem, mas o lugar no voo estará garantido.

11. Se puder, viaje sem despachar a bagagem para não ter que fazer o check-in tão cedo e evitar a confusão na hora de pegar as malas. Lembre-se, no entanto, de respeitar os limites de tamanho e peso das bagagens de mão (Saiba o que você pode ou não levar na bagagem de mão).

12. Para facilitar a passagem na hora do raio-x, procure não ir vestido com cintos com muito metal, sapatos e sandália com fivelas, brincos, colares e pulseiras grandes. Conforme Resolução 207 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), publicada em novembro de 2011, se o alarme do detector de metais disparar, o passageiro pode ser obrigado a tirar sapatos, casaco e chapéu e até passar por uma revista, feita por uma pessoa do mesmo sexo.

13. Fique atento aos anúncios feitos no salão de embarque. É comum eles mudarem o portão pelo qual será feito o embarque na aeronave.

>>> Compras

Rua 25 de Março lotada para as compras de fim de ano (fonte:AE)

A época de final de ano é marcada pela correria para as compras de Natal, com shoppings e lojas lotados. Para quem não se antecipou e garantiu os presentes dos amigos e da família ainda em novembro ou no começo do mês, é preciso agilizar o tempo gasto na busca pelos presentes.

15. Antes de se aventurar pelas lojas, faça uma lista do que pretende comprar para você, amigos e familiares, e o quanto deseja gastar. Pesquise antes na internet possibilidades de produtos que lhe interessam.

16. Tendo em mente o que você quer comprar, organize o seu dia de compras. Confira o que pode ser adquirido no mesmo lugar e em quais lojas encontrar os produtos que deseja.

17. Para fugir do empurra-empurra dos comércios, a solução pode estar nas compras online. O comércio eletrônico deve movimentar R$ 2,6 bilhões no Natal deste ano, o que representa um crescimento de 20% em comparação a 2010, segundo informações da e-bit, empresa especializada em informações sobre o setor de e-commerce. Só não deixe para a última hora, pois você pode ficar sem receber os seus presentes.

18. Leve sempre na viagem algum dinheiro em espécie. Em algumas cidades pequenas, cartões não são aceitos pelos comerciantes. É importante estar prevenido também para o caso do lugar não contar com caixas eletrônicos ou das poucas máquinas do lugar estarem quebradas ou sem dinheiro.

A Acta Turismo deseja a você uma ótima viagem. Aguardamos você em uma de nossas unidades para planejar sua próxima! : http://www.actaturismo.com.br

Fonte principal: IG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *